Largo da Alfândega, 2017, cartão-postal, 10x15cm
Encontrada em uma caçamba de entulhos, a pintura retrata o casarão da antiga Alfândega no centro de Florianópolis. De autoria de Ivo Silva, pintor que registra cenas da cidade e comercializa seus trabalhos nas ruas do centro.


Ponte Hercílio Luz, 2017, cartão-postal, 10x15cm
Essa ponte não serve de travessia entre as partes continental e insular de Florianópolis desde 1991, tendo sido interditada pela primeira vez em 1982. A sua reforma já aniversariou alguns anos, e, entre as promessas dos gestores municipais, já nos foi dito até que passaria metrô por lá. E, entre os projetos para a ponte, já pensaram em ocupá-la com cafés e  bistrôs, sem considerar a necessidade de melhorar a péssima mobilidade na cidade.
Usada como símbolo de Florianópolis, a Ponte Hercílio Luz é representada (como se funcionasse) em diversos suvenires para quem nos visita: o postal é foto do pano de prato em que bordamos as estruturas usadas para a reforma e restauração da ponte.


Duplicação da SC-403, 2017, cartão-postal, 10x15cm
O Norte da Ilha dispõe de belas praias com idílicas paisagens, amplamente divulgadas em imagens, que atraem turistas brasileiros e internacionais, além dos visitantes de outras regiões da cidade. Embora o primeiro hotel tenha sido construído na década de 1930, na praia de Canasvieiras, o acesso à região precisava de melhorias para viabilizar a prática do turismo.
O turismo se intensificou ao longo do século XX, confirmando seu potencial econômico e alterando as dinâmicas locais. E o Norte da Ilha passou a receber muitos moradores fixos, sobretudo pessoas que vieram para trabalhar em outras regiões da cidade e lá encontraram moradia mais barata. Tudo isso contribuiu para o aumento dos empreendimentos imobiliários - muitas vezes construções irregulares - e a necessidade de novas melhorias no acesso à essa parte da cidade.
Que mudanças promove na paisagem a duplicação de uma rodovia?