Breve aqui praça pública: Paseo de olla no MASC
2018 


Centro Integrado de Cultura, Florianópolis, abril-julho de 2018


A convite do MASC, por ocasião da exposição "Desterro Desaterro – arte contemporânea em Santa Catarina", o Observatório-móvel propôs a ocupação "Breve aqui praça pública", que consistiu na instalação de duas faixas idênticas. Uma, no pátio do Centro Integrado de Cultura e outra, no lado de dentro, no espaço expositivo do MASC.

Na intenção de aproximar o uso do museu ao de uma praça, propusemos o preparo de uma sopa, cuja receita aprendemos em uma residência artística em Bogotá, na Colômbia. Lá é comum sair passear com amigos, panela e legumes para cozinhar em algum lugar público agradável.

No espaço expositivo do MASC, além da faixa, tínhamos uma bancada com um aparelho televisor e convites para o Paseo de Olla.  Até esse dia, a TV permaneceu desligada, quando então exibimos um vídeo que resultou da nossa vivência do Paseo de Olla na Colômbia.





Além dos convites dispostos na bancada dentro do museu para os seus frequentadores, alguns exemplares foram entregues em mãos para a vizinhança do MASC.




No dia marcado, instalamos no espaço expositivo o fogão, algumas cadeiras e outros utensílios necessários, e usamos a bancada como suporte para o preparo da sopa. 

Algumas pessoas que visitavam a exposição nos ajudaram com o preparo do sancocho, servido ali mesmo. A receita colombiana foi muito apreciada. Pena que nenhum dos convidados da vizinhança compareceu.

Isso nos levou a retornar no dia seguinte aos locais onde distribuímos o convite para levar uma porção de sancocho, e saber por que não compareceram. Entre os motivos apresentados, a falta de tempo, o compromisso com o trabalho e o cansaço foram ressaltados.




A respeito da faixa instalada no pátio do CIC, a nota acima foi publicada na coluna de Cacau Menezes no Jornal Diário Catarinense do dia 11/05/2018. A faixa em questão podia ser avistada por qualquer um que passasse, mesmo de carro ou de ônibus, pelo local.